ConsórcioConsorcio Rodobens

Fundo de reserva: o que é e para que serve nos consórcios?

Por 1 de novembro de 2018 Sem Comentários
Powered by Rock Convert

Fundo de reserva: o que é e para que serve nos consórcios?

Fundo de reserva: o que é e para que serve nos consórcios?

Um consórcio é uma associação de pessoas — físicas e/ou jurídicas — que contribuem com um valor mensal para que todos possam comprar um determinado bem (móvel ou imóvel). O consórcio é administrado por uma empresa, que será responsável por viabilizar o seu funcionamento. Para tanto, essa empresa cobra taxas que compõem a parcela mensal a pagar, uma delas é a contribuição para o fundo de reserva. É sobre essa contribuição que falaremos neste post.

Você já se perguntou o que é esse fundo exatamente? Quando ele será usado? Por que você precisa contribuir para esse fundo? Nós temos todas essas respostas e mais curiosidades sobre o fundo de reserva. Ficou interessado? Então, continue a leitura!

O que é o fundo de reserva

Você mora ou já morou em um condomínio? Se sim, talvez você já saiba do que estamos falando. Lembra de uma taxa que você pagava, mensalmente, junto com o valor do condomínio e que tinha como objetivo fazer uma reserva para emergências?

Nos grupos de um consórcio, o fundo de reserva obedece a mesma lógica. O valor é destinado a proteger o funcionamento do grupo. O fundo de reserva é autorizado pela Lei nº11.795/08 e pela circular 3432 do Banco Central, mas, ainda assim, as informações sobre a cobrança devem constar no contrato de adesão.

O cálculo da contribuição

O cálculo da contribuição mensal para o fundo de reserva, é realizado conforme o exemplo a seguir:

Valor total da carta de crédito = R$ 50.000,00

Número de parcelas = 6

Percentual do fundo de reserva = 2%Lembre-se de que o valor não é cobrado todo de uma vez, mas mensalmente. Então, é preciso dividir os 2% por 60, chegando ao valor de 0,0333% que será aplicado ao montante (valor da carta de crédito de R$ 50.000,00). Chegaremos à seguinte importância mensal:

R$ 50.000,00 X 0,0333% = R$ 16,65

Vale lembrar que quando houver reajuste do bem, a importância referente ao fundo de reserva aumentará proporcionalmente.

Quando o fundo de reserva pode ser utilizado

Agora precisamos entender mais detalhadamente quais situações justificam o uso dessa reserva, não é mesmo? A destinação detalhada desse recurso estará registrada em seu contrato de adesão, portanto, não há um padrão. Entretanto, separamos os exemplos mais comuns dessa destinação, são elas:

  • Maquina de Recarga de Celular

    pagamento de despesas bancárias;

  • cobertura  de eventual insuficiência de recursos;
  • pagamento de despesas e custos de cobrança;
  • cobertura de inadimplência de parcelas de consorciados contemplados, entre outros.

Pode ser que o grupo não precise utilizar o fundo ou que utilize o valor parcial apenas, nesses casos, os consorciados receberão o saldo remanescente de volta em um prazo de até sessenta dias após o encerramento do grupo.

Agora que você entende melhor o que é um fundo de reserva em consórcio, para que serve esse fundo, como ele é calculado e em quais situações o fundo de reserva pode ser utilizado, já está pronto para conquistar uma renda extra. Entre em contato com a gente e seja um revendedor de consórcio. Basta acessar Seja Um Revendedor!

 

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

Este blog foi elaborado com objetivo de apoiar o seu processo de desenvolvimento em vendas de consórcios Rodobens. Aqui você encontrara as informações necessárias para aumentar suas vendas de consórcios Rodobens.

Nosso objetivo e oferecer autonomia para que você escolha os momentos mais adequados para acessar estes conteúdos, adaptando a sua disponibilidade de tempo e ritmo de aprendizagem.

Lembre-se de que o processo de aprendizado não acaba aqui: reveja esse material ou retorne ao curso quantas vezes forem necessárias. O importante é que você consiga aumentar as suas vendas e ganhos.